26 de ago de 2009

Privatização da água no RS, Odebrecht ataca


Essa aí de cima é do blog do José Renato de São Luiz Gonzaga, que está afim de consultar o Pai Ambrósio e o Pai Arnapio pra ver se "tranca" a privataria da água em São Luiz. Aliás, esse tema está caindo de maduro pois o grupo Odebrecht espalha rapidamente seus tentáculos no RS e vende a idéia para os prefeitos de que o problema da água e do esgoto serão resolvidos num passe de mágica, claro, via iniciativa privada. Um dos belos exemplos de gestão pública de água e esgotos é o Semae de São Leopoldo e a nossa valente Corsan que resiste bravamente à gestão Tucana aos moldes do Detran.

4 comentários:

  1. Aqui em Uruguiana tb estamos na mira da privataria tucana. A prefeitura tem estranhas e estreitas relaçõe socm a Odebrecht. Trocam visitas há pelo menos dois anos. Recentemente , técnicos da multinacional estiveram visitando as instalações da Corsan aqui para "verificar a mercadoria". Estamso em processo de abertura d econcorrência. A presença do SINDIÁGUA tem sido uma pedra no sapato do Sanchotene (prefeito aqui) e um ponto de esclarecimento e provocação do debate na cidade, mesmo assim, quem dá as regras do jogo ou as normas e exigÊncias da licitação encaminhou tudo para que a CORSAN participe (SE conseguir se enquadrar e participar...) de maneira prejudicada. O Edital, segunda análises técnicas é tendencioso e favorece a participação da "multi", a tal ponto que sofre semanalmente algum questionamento judicial. O útlimo , inclusive, retardou a abertura do período de entrega das propostas que estava previsto para o dia 24 passado.

    ResponderExcluir
  2. O Sindiagua defende os interesses (salários) dos funcionários da Corsan. Um engenheiro ganha no mercado de trabalho algo em torno de 7 mil reais. Na Corsan deve chegar aos 20 mil reais e isto se reflete na conta no final do mês. Em Itapema/SC a empresa Águas de Itapema fornece água por menos de 10 reais ao mês enquanto a da Corsan passados 40 reais. Em Itapema a empresa está construindo uma estação de tratamento e implantando a rede coletora de esgotos. Para se ter uma idéia do absurdo que são as tarifas da Corsan, cito aqui duas contas pagas em dezembro do ano passado por mim, a pedido de um amigo. O imóvel ficara fechado de março a dezembro com o fornecimento de água e energia cortados. A CEEE cobrou pelo período a quantia de R$ 82.28. Já a CORSAN cobrou a modesta quantia de R$ 439,95. Disto isto, penso não restar dúvida de que Uruguaiana tem razão em se livrar da Corsan, algo anacrônico e que deve ser extinto o mais breve possível com a demissão desses folgados que estão enriquecendo com o dinheiro dos usuários.

    ResponderExcluir
  3. jorge, provavelmente este imovel que tu te refere nã odeve ter hidrometro, por isso o consumo é presumido. é s´otu ir na corsan e pedir pra colocar um hidrometro que tu vai pagar o consumo real.
    e um engenheiro ganhando 20 mil???
    quem é esse?? o o mario freitas?
    saiba que a grande maioria ganha 8,5 salarios minimos co perspectiva da aumento mínima.

    ResponderExcluir
  4. Consumo presumido quando estava cortada a ligação por dez meses?

    Isto só encontra explicação no Código Penal. É extorsão mesmo e ninguém bota essa gente na cadeia, nem mesmo nossos deputados tomam uma posiçao em defesa dos consumidores.

    ResponderExcluir