3 de ago de 2009

Um banho de lama no Senado

A lama que rodea o Senado Federal não tem limite. Ao contrário do que pensa sobre o governo Yeda, o senador Simon (PMDB) pediu que seu companheiro Sarney (PMDB) renuncie. O senador Renan Calheiros do PMDB não entendeu a logica guapa e pediu a palavra, questionando a ambiquidade de Simon, afirmando que o próprio senador havia pedido para Sarney que se habilitasse à presidência do Senado em reunião interna do PMDB nacional. Saia justa Geral do senador guasca do PMDB guapo. Colocado no fogo amigo, até Fernando Collor entrou na briga (ahahahhaha) e mandou Simon "engolir" o que dissera sobre ele da tribuna. Renan questionou Simon se conhecia uma suposta empresa à época que era ministro da Agricultura (ahahaha). Pure Lame made in Brazil. A sessão precisa ser gravada e mostrada aos nossos alunos de ciências políticas, vale cada minuto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário