20 de out de 2009

O Rio Grande Vs. Base de Yeda


Amanhã será dia de guardar os jornais guascas para memorizar o nome dos deputados que votaram pelo enterramento do processo de impeachment contra Yeda. A tese vendida pela base da desgovernadora, comprada pelos barões da mídia, de que ela foi inocentada no STF é uma grande balela. Os magistrados não fizeram análise das provas contra Yeda, apenas aceitaram o recurso do advogado de Yeda que argumentou que a governadora não poderia ser julgada por improbidade naquela esfera jurídica. Ou seja, não houve debate sobre o mérito, mas sobre a forma de como a ação estava sendo encaminhada.

No processo de encaminhamento de votação cada partido terá 1 hora para fazer o debate e o PT defenderá que a Assembleia cumpra o seu papel de investigar o que até o minerais já sabem sobre o tema. A Sessão Plenária promete ser quente e com certeza os deputados que votarem a favor do parecer da relatora do processo, a companheira de partido de Yeda, Zilá Breitemback (PSDB), terão que dar muitas explicações para suas bases, e 2010 é logo ali.

Um comentário:

  1. Q vergonha ... acabo de ler sobre Yeda escapar da degola.
    O Rio Grande deveria estar de luto, já q vergonha na cara, é raro no mercado.
    Inté,
    Murilo

    ResponderExcluir