25 de nov de 2009

Bombeiros pedem socorro


As consequências do déficit zero de Yeda não para mais de dar seus frutos podres. Zé H de hoje (25) afirma que há cerca de 30 dias, a estação do Corpo de Bombeiros da Rua Silva Só, na Capital, não tem mais caminhão de combate a incêndio. O comandante dos bombeiros,coronel Altair de Freitas Cunha, não descarta a possibilidade de desativação da unidade com a chegada do verão e da Operação Golfinho.
Próximo a minha Casa, no bairro Assunção, o posto dos bombeiros foi totalmente desativado e o que restou da unidade foi transferida para o bairro teresópolis, cerca de 10 minutos da zona sul.
Existe, ainda, um pedido ao governo federal de 12 caminhões para a Copa do Mundo, de acordo com o major Nelson Matter, do 1º Comando Regional de Bombeiros. Segundo ele, são iniciativas para tentar reverter a situação de “cobertor curto” pela qual passa a corporação. Todos nós sabemos que 10 minutos faz a diferença entre a vida e a morte num atendimento emergência, e fator determinante para salvar uma pessoa em situação de risco.
Enquanto isso, a tia Yeda mandou reformar o heliponto do Centro Administrativo do Estado para poder pousar o helicóptero e não precisar mais pegar engarrafamentos e a buraqueira da cidade de Porto Alegre.
Foto: André Mags

Nenhum comentário:

Postar um comentário