15 de nov de 2009

A vaga do TCE

Pouca gente recorda, mas um deputado Partido Progressista (PP) guasca esteve envolvido em outro escândalo, só que desta vez com recursos que os parlamentares destinavam para entidades e ou estudantes, as famosas bolsas-auxílio. Essa mutreta criada na época da ditadura foi extinta, mas até um tempo atrás cada parlamentar na Assembleia tinha o direito de indicar essas entidades e ou estudantes para receber uma fatia desse auxílio.O valor total da verba à época era de R$ 25 mil reais e alguns deputados destinavam parte ou a integralidade do valor para entidades filantrópicas ligadas a parentes. Recordo esse episódio porque esse parlamentar do PP esteve envolvido nesse esquema, e hoje é candidatíssimo ao cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, na vaga aberta por João Luiz Vargas.
Ou parte dos políticos do Rio Grande perderam sua referência ética, ou na realidade nunca a tiveram, e fomos obrigados a engolir durante décadas os Barões da mídia, que bradavam e publicavam que o RS era a terra mais politizada e ética do Brasil.

3 comentários:

  1. Mas não deixará a Assembléia sem deixar sucessor. Seu filho, é vereador mais votado em seu curral eleitoral e provável candidato à vaga do papai.
    O núcleo político mais atrasado e reacionário do Estado, infiltra seus membros em todas as esferas do Estado, facilitando, e muito, o enriquecimento ilícito do clã.

    ResponderExcluir
  2. E parece que são 4 conselheiros nos próximos 2 anos, uma grande renovação e uma bela chance de botar gente boa lá dentro, ou trancar a chegada de gente ruim.

    ResponderExcluir
  3. Acho que devemos começar uma campanha na Blogsfera para que seja nomeado um técnico para o Cargo de Conselheiro do TCE. As entidades ods servidores do órgão já começam a discutir o assunto, mas precisam de apoio da mídia para que essa discussão ganhe as ruas.

    ResponderExcluir