18 de jan de 2010

Haiti: transformar sensibilidade em dinheiro

O presidente Lula deu uma cutucada nos paises ricos que estão muito "sensíveis" com a tragédia no Haiti, mas que não se coçam na hora de colocar a mão no bolso. Lula disse que esses países devem colocar dinheiro para que se possa começar a reconstruir o país e que o Brasil já confirmou a presença na reconstrução daquele país. Lula lembrou que o governo brasileiro anunciou ajuda de US$ 15 milhões ao Haiti e afirmou, sem citar nomes, que alguns países podem ajudar muito mais.

Se o terremoto tivesse ocorrido num país de primeiro mundo ou onde há milhões de barris de petróleo sob a terra, eu garanto que não faltariam recursos para a reconstrução do país, mas como a situação é ao inverso, provavelmente a ajuda dos EUA, Alemanha, Itália, Japão e França ficará só na promessa.

O Japão, por exemplo, além de dinheiro, tem a tecnologia e o conhecimento para ajudar a projetar e até mesmo financiar a construção de prédios públicos (hospitais, escolas e prédios do governo) que resistam aos abalos sísmicos. O turismo, por exemplo, é uma das formas de se arrecadar divisas e sabemos que a França, EUA e Itália têm investidores suficientes para transformar o Haiti em um belo paraiso tropical.

Um comentário:

  1. porque mandar dinheiro brasileiro se aqui o povo ta precisando tbm porque nao mandar dinheiro para angra dos reais e para as cidades do rio grande do sul que estao em emergencia.porque cuidar do povo brasileiro nao da premios nem ibope.

    ResponderExcluir