13 de jan de 2010

Marcon Lamenta a morte de Zilda Arns

"Perdemos uma defensora dos direitos humanos, especialmente dos mais pobres". Esta é a afirmação do presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Dionilso Marcon (PT) ao saber da morte trágica de Zilda Arns, ocorrido nesta terça-feira, (12.1) durante o terremoto que atingiu o Haiti.

Zilda Arns Neumann era coordenadora internacional da Pastoral da Criança estava em missão na quele país. A informação da morte da foi confirmada pelo gabinete do senador Flávio Arns, sobrinho de Zilda. Segundo informações da assessoria do parlamentar, Zilda Arns estava em missão humanitária no Haiti e, no momento do terremoto, estava andando nas ruas com militares do Exército que também morreram. Um avião com uma delegação brasileira, chefiada pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim , está a caminho do Haiti. Zilda Arns ficaria no Haiti do dia 10 ao 15 deste mês de janeiro para participar de uma Conferência com Bispos daquele país, segundo a assessoria de imprensa da Pastoral da Criança.

Zilda era irmã de Dom Frei Paulo Evaristo Arns. Médica pediatra e sanitarista, foi a fundadora e coordenadora nacional da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa, organismos de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Zilda recebeu diversos prêmios pelo trabalho que vinha sendo desenvolvido desde a sua fundação. Era também representante titular da CNBB, do Conselho Nacional de Saúde e membro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

Um comentário:

  1. “Quem se esforça com alegria”...
    “Caminha para sua vitória.”


    O Brasil e mundo perderam um "anjo" Zilda Arns, uma mulher humilde, de um sorriso encantador que fez tudo que podia em prol de seus semelhantes. É com grande dor que este "anjo" nos deixa. Deus de sua infinita gloria recolheu para estar junto de ti. Mas Ele nos enviará outros "anjos" para continuar a cumprir seus propósitos aqui na terra. Podemos até chorar sua perda, mas temos certeza de uma coisa - Deus sabe o que faz. Este "anjo" nos deixou um grande exemplo de que podemos sim amar nossos semelhantes. Amar como Jesus amou... Viver como Jesus viveu... Cantar como Jesus cantou... Deixo nestas poucas palavras meus sinceros sentimentos a família de Zilda Arns. Em especial ao Senador Flávio Arns, sobrinho de Zilda Arns. Desejo a todos muita paz coroado de muita SABEDORIA, CONHECIMENTO, ENTENDIMENTO e principalmente DISCERNIMENTO em todos seus caminhos e planos futuros.

    PAULO SOLUÇÃO
    www.paulinhosolucao.blogspot.com

    ResponderExcluir