13 de mar de 2010

Os reais interésses do PIG

Chega ser engraçado e já está no imaginário popular que quando se aproximam as eleições o PIG ataca o PT de tudo quanto é lado para bombar seus aliados tucanos. Ontem, por exemplo, o Jornal Nacional dedicou precisosos 5 minutos para se debruçar sobre o tal caso Bancoop e colocar o PT dentro do rolo jurídico da cooperativa.

O caso nunca teve relevância nacional, mas foi só o PT anunciar o nome de João Vaccari Neto como o novo tesoureiro do PT nacional no 4º Congresso petista em Brasília, que a maioria dos dirigentes petistas já sabiam que o nome do tesoureiro estamparia as páginas dos jornais.

A Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo - Bancoop foi criada em 1997 (Bancoop) com o objetivo de garantir o sonho de todo o trabalhador, ou seja, a casa própria. Quem faz parte de uma cooperativa habitacional sabe das dificuldades, agruras e fantasias que muitos de seus associados vivem, além é claro, do atraso e do não pagamento de suas cotas.

Lembro que naquele ano muitas empresas e incorporadoras do sul do país quebraram devido a crise econômica, má gestão e é claro, desvios de recursos. Em 1999, uma velha conhecida dos gaúchos, a Encol, faliu, deixando mais de 42 mil mutuários sem ver a cor de seus imóveis, além de deixar um rastro de desemprego no setor da construção civil na ordem de 15 mil postos de trabalho. A construtora também deixou um rombo financeiro de de R$ 2,3 bilhões de reais nos bancos, na maioria públicos. Em 2003, a massa falida da Encol entrou com Medida Cautelar para bloquear os bens dos 38 ex-diretores da empresa, de modo a garantir o pagamento de indenizações aos mutuários. A saber: ontem o STJ desbloqueou os bens de Miguel Ferreira Tartuce, um dos ex-diretores da Encol, A decisão é da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, que acompanhou a divergência inaugurada pela ministra Nancy Andrighi. (o PIG nem comentou o assunto)

Citei o caso Encol para fazer uma pequena comparação do real interesse que o PIG tem nessas eleições e em colocar o caso Bancoop nas costas do PT. O PIG vai lutar para derrotar Dilma e fazer voltar a vanguarda do atraso com FHC, Serra e Yeda etc. (imaginem essa senhora de ministra). O certo é que o caso serve como uma luva para alimentar o PIG e tirar de foco os alagamentos em São Paulo ou esconder os gatunos ligados aos DEMOS de Brasília (até o Demo Agripino Maia falou no JN ontem) , os mesmos DEMOS que até bem pouco tempo desfilavam com os tucanos Serra e Yeda nos salões acarpetados de Brasília.

Recomendo a leitura sobre o tema na revista Carta Capital desta semana (13) que trás uma importante e reveladora reportagem sobre o assunto, e mostra que a articulação do suposto "escândalo" passa pelas cabeças pensantes da mídia e do PSDB paulista.

Um comentário:

  1. Este PIG é mesmo escabroso. Só porque as eleiçôes se aproximam resolveu noticiar que o Lula sabia sim do Mensalão, que o dinheiro vinha de um tal de Bancop. Que os clientes do Bancop foram lesados. Que tem o tal de 12%. Tudo isto só porque tem eleição. Não pode. Se o povo tiver conhecimento da realidade pode não votar no PT. Isto é muito ruim. A cumpanherada vão ter que voltar a trabalhar.

    ResponderExcluir