31 de mar de 2010

Yeda tem espírito de classe

Não dá pra dizer que Yeda e seus aliados não tenham espírito de classe. Quem não se lembra do discurso do défict zero do governo Yeda, que além de insistir no tarifaço de impostos por duas vezes, e simplesmente imobilizar a máquina pública por falta de investimento, agora, faz grandes anuncios midíáticos de obras (que ainda nem sairam do papel) e até ressucitaram o terreno da Ford, numa clara tentativa de marcar posição com o PT.

A farta distribuição de gordos reajustes para os maiores salários do Estado demostra que Yeda tem lado, e não é o nosso (ahahahhaha). Ela precisa dar mais para que não precisa, aumentando o desequilíbrio ente o maior e o menor salário, Mas isso não importa, são seus aliados e assim contará com o apoio das elites .

Enquanto isso, trava-se na Assembleia uma guerra entre oposição e governo para que professores e praças da Brigada recebam valores superiores aos 8% de recomposição propostos pelo PSDB neste quatro anos de governo . Enquanto isso, roliços coroneis e outros oficiais da BM terão 19%, além de RETROATIVOS, garantido um 15º e, com certeza, um 16 º salário para quem já ganha muito. Nesse trenzinho da alegria guasca, procuradores e desembargadores abocanharam mais R$ 2.000,00 passando de 22.111,00 para 24.117,00. Juizes e promotores também tiveram um reajuste real de R$ 1500,00 elevando de R$ 16.119,00 para R$ 17.582,00.

Mas isso não atrapalha o movimento nas cocheiras do PIG guasca, que terá muitos puros-sangue no páreo nestas eleições. Eles receberão cavalares injeções de anabolizantes da mídia, tendo como único objetivo deixar o PT de fora, tanto do segundo turno para o governo quanto na vaga do Senado. O acerto foi feito !
Charge : IOTTI- ZH/31/03/2010

Um comentário:

  1. Quem disse que o governo Yeda é a favor desse aumento abusivo de salário para os altos cargos? O líder do PSDB, Nelson Marchezan Junior se manifestou contra essa picaretagem. E O PT, por acaso, não vai receber dinheiro de bancos, empreiteiras, concessionárias de serviços públicos, na caixa da Dilma? Como diz o nosso presidente. Menas, menas.

    ResponderExcluir