5 de out de 2010

Filhotes da ditadura: a campanha suja contra Dilma


Meu amigo Saul de Oliveira Candido, do município de Caraá, Litoral Norte do RS,  me envia esse panfleto apócrifo, distribuído a rodo no dia das eleições. Esse panfleto estava jogado no chão, em frente aos locais de votação. A ficha pelo visto é do Dops, orgão ligado a ditadura, encarregado de torturar, assassinar e perseguir militantes de esquerda da década de 70. 

Além da manipulação do PIG que virá, aguardem muito mais, pois, um tsunami de mentiras tentará encobrir a canditatura de Dilma, e somente com a força da militância é que conseguiremos mostrar para esses filhotes da ditadura — como dizia Leonel Brizola —  que o tempo deles acabou.

 Já falei nesse espaço que o público feminino precisa ser melhor trabalhado, pois é muito sensível a esse tipo de campanha  suja, e na minha opinião, Santa Catarina e Paraná serão o grandes centros das atenções nesses trinta dias.Ali é a zona do agrião.

Um comentário:

  1. Chega de corpe mole A turma veio pra ferrar..Então vamos se organizar Passe adiante...


    O PT não precisa inventar a roda. É só copiar Obama
    por Luiz Carlos Azenha

    O PT não precisa fazer muito para combater a boataria via internet.

    É só copiar o que fez Barack Obama, nos Estados Unidos, em 2008.

    Aliás, o site FightTheSmears continua no ar.

    Por que isso é importante? Porque as pessoas precisam de um link na internet, que contenha todas as respostas da campanha, com o objetivo de disseminar informação (neste caso, contrainformação).

    Na campanha de Obama, até e-mails acusando a mulher do candidato de gastar rios de dinheiro com o frigobar de um hotel rolaram!

    Como o democrata se baseou fortemente na militância digital, tudo o que fez foi facilitar o trabalho dos que se dispuseram a combater a boataria.

    No site, há um endereço para que sejam enviados os e-mail caluniosos.

    E há um link em que a campanha de Obama identificava claramente quem eram os responsáveis pelos e-mails.

    Investigar e buscar a origem dos boatos é essencial para efeito de ações na Justiça, por calúnia, difamação ou crimes eleitorais.

    A campanha de Obama foi absolutamente agressiva na defesa do candidato e de sua campanha.

    ResponderExcluir