18 de abr de 2009

Ata do MP 1.116 continuará de pé


Um comentário:

  1. Esta Ata é um retrato do absurdo que é o comportamento do MP/RS, usando servidores do POLICIAMENTO OSTENSIVO, desviados de sua função, para realizar investigação, para o que não estão qualificados e que é atividade privativa da Polícia Judiciária. São dois absurdos cumulados. Investigar políticos com evidências de corrupção parece não interessar a eles.

    ResponderExcluir