23 de mai de 2009

Algemas Solidarias: União entre PSDB e PMDB

Tá explicado porquê o PMDB é o fiel escudeiro de Yeda e do PSDB contra a CPI da corrupção na Assembleia Legislativa. Zé H de domingo (muito estranhamente) joga toda a M... no ventilador.
Estão sendo investigados os peemedebistas Eliseu Padilha, Alceu Moreira e Marco Alba. A treta era montada para fraudar licitações nas áreas de pavimentação, saneamento e irrigação e já teria a desviado R$ 400 milhões. O Ministério Público Federal e a Polícia Federal apontam a participação de Walna Villarins, assessora direta de Yeda e de Delson Martini (aquele que já se foi na CPI do Detran). O certo é o seguinte gurizada, o ético senador Pedro Simon não fala nada sobre CPI aqui porque o PMDB está afundado até os ossos nesse negócio e o cara ainda diz que o PMDB é a noiva. Acho que essa noiva é daquelas que tem um dote muito caro, muito caro para o estado mais politizado do Brazzzzillllll. Falta explicar o papel de três deputados do PDT nessa história toda.

2 comentários:

  1. Nao reconhecer o PDT como está nos dias de hoje, e em espcial neste episódio degradante de Yeda Vrusius Credo, é nosso dever.

    Desde q Golbery do Couto e Silva entregou a legenda histórica de Vargas, á Ivete, a prosituta-política, Brizola se viu obrigado a criar o PDT, e o fez.

    Mas, como somos transcendentais, Brizola se foi, e c/ ele, o antigo PTB e o resto do PDT.

    Portanto, o lixo fisiológico q se engalfinha dentro deste pseudo-partido trabalhista, é mesmo humilhante.

    Hoje, posso afirmar q, o PDT caminha prá ser o próximo PPS.

    E estao acelerando o processo, principalmente no RS.

    Inté,
    Murilo

    ResponderExcluir
  2. Conheço um ex-deputado do PDT aqui da região de Santa Cruz(não se reelegeu) que ganhou um carguinho do desgoverno do Estado.Como ele existem outros tantos mamando. Por isto a relutância em assinar a CPI.

    ResponderExcluir