3 de jan de 2010

Golpe na Fase:Yeda quer trocar ouro por espelho

O governo tucano e seus aliados guascas preparam mais uma para 2010. Já faz algum tempo que a turma quer "permutar" com uma empresa (de quem será a empresa ???) a área de 72 hectares na Avenida Padre Cacique, em frente ao estádio Beira-Rio. O estádio será uma das sedes da copa do mundo em 2014. Em troca do terreno (trocar ouro por espelho ?) a empresa que vencer a licitação terá de entregar para o Estado apenas nove unidades de internação: Região Metropolitana, Santa Cruz e Osório. Segundo o que relata alguns funcionários da Fase, o local está reservado para construir um grande hotel de luxo, lojas, e ter milhares de vagas de estacionamento, tudo isso pela troca de nove casas no interior. Nada contra o empreendimento mas o terreno vale milhões, acho até que passa da casa dos dois digitos.
Assim já foi feito como o terreno da antiga Coorlac, na avenida Carlos Gomes, aqui na Capital, que foi "vendido" pela governadora pela pechincha de R$ 10 milhões de reais com direito a placa e tudo na frente. Considerando que o local é um dos mais valorizados da cidade e que apenas a venda das coberturas de um possível edifício residencial naquele local cubria o valor, o governo do estado, poderia ter arrecadado muitooooooooooo mais com a venda do terreno.
Temos que tomar cuidado com os bolsos em 2010 (aahahahha). Segundo Zé H anuncia na página 10, Yeda quer fazer em seis meses o que não foi feito em três anos.

3 comentários:

  1. 72 ha são 720.000 m², espaço onde cabem 2400 terrenos de 300 m² (10x30). Qual o preço médio de um terreno com essa dimensão no Menino Deus? Algo em torno de R$200 mil? Esse valor, multiplicado pelas 2400 unidades, dá R$480 milhões.

    Talvez esse cálculo seja meio tosco e não seja o padrão para negócios desse tipo - pois não considerei qual o percentual da área de 72 ha que pode ser considerado útil, p. ex. -, mas dá uma boa ideia do que está em jogo nessa permuta.

    ResponderExcluir
  2. Deve ter ex-petista, atual traíra e neo-Opus Dei, "bombando" este negócio.
    Ele interessa às Maiojama e Rossis da vida, bem como livra os burgueses da rua Monroe e adjacências da companhia dos menores.
    Negocinho bom para todos...que acham que a privataria é o lema a ser seguido.

    Rick

    ResponderExcluir
  3. Desse jeito não é bem na cuia que a gauchada tá tomando...
    Yeda é um pesadelo...

    ResponderExcluir