3 de ago de 2010

Política Nacional dos Resíduos Sólidos

Fazendo história novamente, o presidente Lula sancionou ontem a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, que tramitou 21 anos no Congresso Nacional. A nova legislação pretende acabar com os lixões a céu aberto e estimular a reciclagem do lixo. Outra novidade determina que os fabricantes e vendedores recolham as embalagens usadas (agrotóxicos, pilhas, baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas e eletroeletrônicos.)

Alguns meses atrás estive visitando uma cooperativa de 23 catadores na cidade de Bento Gonçalves. Esses trabalhadores recebem o apoio da prefeitura, e num galpão separam toneladas de material reciclado, que certamente iriam parar em lixões., contaminando o meio ambiente. Organizados e disciplinados, cada família consegue com a separação e a venda do material reciclado uma renda superior a R$ 700,00 por mês. No Rio grande do Sul, o projeto Minuano em parceria com a Petrobrás também apoia a organização de 32 cooperativas de catadores em todo o Estado. O Objetivo do projeto é organizar e dar condições (prensas, carrinhos, elevadores) aos catadores para que consigam agregar mais valor ao seu material.

Os projetos e iniciativas que citei deveriam ser estimuladas por nossos gestores municipiais, e a educação ambiental deveria ser cadeira obrigatória para nossoas crianças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário