6 de set de 2010

A eleição ao senado em 2006, uma lição para não ser esquecida

Pesquisei dados das eleições gerais de 2006 para verificar como ficou os números para o senado no dia da eleição. No dia 18 de setembro Pedro Simon, segundo o Ibope, liderava com 42%  e Miguel Rossetto apenas 17%.  Olhem  abaixo o resultado final do pleito daquele ano:



 Ao final, nas eleições de 2006, Simon obteve 14 % a menos do que o Ibope indicava e Miguel Rossetto ficou apenas R$ 4,69 % abaixo de Simon. Ou seja, com mais uma semana de eleição, Miguel Rosseto estaria eleito senador da República.

Esses dados acima  demonstram que a maioria da população NÃO TEM CANDIDATO AO SENADO, e que o jogo não está jogado,  mesmo que o PIG queira fazer uma OLA para confirmar sua candidata até o dia 20 de setembro para, estratégicametne depois, jogar toda a sua força no segundo voto ao senado (Rigotto). 

Tenho a convicção de que Paim pode e ser o candidato mais bem votado do RS. A maioria das pessoas ainda não sabem que são dois candidatos ao senado,  e que votar em Abgail é garantir a vitória em primeiro lugar, no dia 03 de outubro, do senador Paim ao Senado.

É SÓ VC QUERER.

Um comentário:

  1. A manipulação dessa pesquisa ao Senado, pela RBs, é vergonhosa, mas esperada. Hoje afirmam que a Ana Amélia estaria com 49% dos votos. Em um universo de 11 milhões de eleitores seria uns 5 milhões de votos. Mas no dia 03 de outubro os dois eleitos não chegarão a 3,5 milhões cada um. Procure olhar a pesquisa na íntegra. Eu olhei a anterior, e entendi a maracutaia. Não nego que essa mocréia esteja na frente (segundo a pesquisa, claro), mas seria primeiro voto (na pesquisa anterior ela tinha 28% do primeiro voto). Daí, a RBS simplesmente soma o percentual do segundo voto (na pesquisa anterior, acho que foi 15%), dando 30, 40 e poucos por centro. Só que a análise estatística desse tipo de amostragem é muito mais complexa, não é somente somar, mesmo porque no segundo voto, apenas uns 30% dos eleitores já se definiram. Então, seria 15% sobre 30%. É manipulação da divulgação, para segurar a Camélia lá em cima enquanto der.

    ResponderExcluir